Milão Romana
Saber mais
pt
  • in
    out
  • Acomodações
  • Adultos
  • Crianças
  • Livro
  • Editar/Cancelar Reserva
Reservar
Menu
Fechar

Milão Romana

A maior concentração de sítios arqueológicos e monumentos da antiga Milão romana se encontram nas áreas de Cairoli, Cordusio, Duomo, Cadorna, Sant'Ambrogio e Porta Genova. Saindo de Via S. Giovanni sul Muro, onde se pode admirar as antigas muralhas da cidade, se chega a um dos mais importantes pontos de referência da Milão romana, o antigo Palácio do Imperador Massimiano, que hospedava também os banhos termais e um circo, localizado entre a Via Torino e Corso Magenta nos escavos arqueológicos de Via Brisa.

No Parque do Anfiteatro Romano de Milão e no adjacente Antiquário "ALDA LEVI", é possível repercorrer a história e as características do anfiteatro romano de Milão, com o suporte dos recentes estudos arqueológicos, e admirar as ruínas da fundação e dos muros exteriores do monumento imersas no verde.

Teatro romano di Milano, construído durante o reino do Imperador Augusto (31 aC-14 dC), era localizado no coração da cidade imperial. Segundo os documentos históricos foi usado até o fim do Séc. 4º d.c., como fulcro da vida pública de Milão. Hoje, os restos do Teatro Romano são hospedados na Câmera de Comércio de Milão e podem ser visitados somente sob reserva no Palazzo Turati.

Museo Arqueológico de Milão Encontrado no claustro de um antigo Monastério – o Monastério Maggiore de San Maurizio – que vêm do Séc. VIII d.c., hospeda descobertas de origem grega, etrusca, romana e obras de arte medioevais, entre elas o famoso” Piatto (Prato) de Parabiago”. O Museu Arqueológico de Milão preserva peças das civilizações Bárbaras e Ghandara.